quarta-feira, 13 de dezembro de 2017

ÚLTIMOS RECEBIDOS ORIFLAME

Olha olha quem regressou ao blog....
Pois é meninas, sei que tenho andado desaparecida mas no próximo post vou explicar tudinho para vocês!

Mas hoje o tema é outro...
Para quem acompanha o blog, sabe da minha parceria com uma menina que vende Oriflame. Devo dizer-vos que adoro quase todos os produtos da marca, bem antes de ter qualquer parceria com a mesma. 
Porém, há vários produtos que ainda não conheço a qualidade e portanto sempre que tenho oportunidade de escolher, opto pelos que nunca experimentei!

Destes últimos recebidos tenho 5 produtos para vos mostrar. Todos eles terão resenha futuramente aqui no blog, mas para já ainda estão em fase de teste!



Base Giordani Gold
Esta base é da linha mais cara da Oriflame, porém está várias e várias vezes em promoção!
Esta posso confessar que já usei e abusei, como dá para ver na embalagem, portanto será a primeira resenha aqui no blog. Infelizmente o tom é bem mais claro que a minha pele!



Base Colourbox
Ao contrário da anterior, esta é a base mais barata da marca portanto não estou com grandes expectativas. A embalagem é bem simples e parece super pequenina mas na verdade, ela contém 30ml que é o tamanho padrão da maioria das bases do mercado. 






Geleia Real Edição Especial
Quem não conhece as geleias reais da Oriflame?! Um dos melhores produtos da marca e no qual sou viciada...tenho todaaas cá em casa e esta não podia faltar. A marca lançou a edição especial do aniversário de 50 anos!



5 em 1 Wonder Lash Mascara
A máscara de pestanas também teve direito a uma edição especial e claro eu fiquei logo com vontade de a adquirir.  



Pincel de corrector e lábios
Este foi o artigo que mais me surpreendeu e explico porquê! Há cerca de 5 ou 6 anos atrás, eu encomendei uns pincéis da Oriflame e quando eles chegaram tive a desilusao da minha vida! As cerdas eram péssimas, os cabos de terrivel qualidade e não me duraram nada! 
Resolvi arriscar mais uma vez por me terem dito que eles tinham alterado o design e a qualidade dos mesmos! E de facto, parabéns a marca por prestar atenção aos consumidores. 

E voces ja testaram algum destes produtos?

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

PÃO DE FRUTOS VERMELHOS CONTINENTE| EXPERIMENTEI

Desde que optei por um estilo de vida mais saudável, que procuro sempre coisas novas para não enjoar da comida fit.
No outro dia, encontrei no continente um pão embalado de frutos vermelhos e fiquei super curiosa!
Na embalagem podemos ver que tem propriedades anti-oxidantes, precisamente por ser à base de frutos vermelhos e tem também todas as indicações dos valores nutricionais.



Provei e fiquei fascinada. Pelo aspecto, parece um pão bastante doce, mas quando provamos não é assim. Tem um leve gostinho doce, mas rapidamente sentimos um sabor mais amargo das frutas!



Apesar de ser um pão com propriedades interessantes, ao olharmos os valores nutricionais rapidamente percebemos que é um produto para ser consumido apenas uma vez por outra, pois contém bastantes açúcares.



Sinceramente adorei e tenho pena de não poder abusar dele!!! Mas para um pequeno-almoço ao domingo, é uma excelente escolha! E vocês? Já conheciam este pão antioxidante?



sexta-feira, 20 de outubro de 2017

O QUE NINGUÉM TE CONTOU SOBRE O AMOR

Você aprende a ouvir falar de AMOR desde que você nasce. E ao longo dos anos, você lê em livros de romance, conceitos e teorias do que o amor é ou deve ser. 
As musicas que você escuta, ensinam-na a desistir do amor quando ele machuca. Muitas pessoas te irão dizer que se o amor dói, não é amor. 
Você irá escutar que o amor é quente, pleno e leve! E que  tudo que não se encaixe nestes padrões, não é amor. 
O amor não é obsessão, não é doença, não é agressão, não é violência....
Mas também não é todo esse mar de rosas que contaram para você!
O Amor também magoa...e magoa de uma maneira que pode quebrar você em mil e um pedacinhos. Ás vezes, com alguma sorte, talvez voce os reencontre e consiga colar de volta, mas o amor deixa marcas. O amor deixa alguns hematomas que nunca saram. 
O amor vai salvar-te! Vai cuidar de você e te mostrar que você é a Rainha do Mundo. Mas ele também poderá matar você num único segundo!
O amor vai dar-te gargalhadas ensurdecedoras, mas também te vai fazer sufocar em lágrimas. 
O amor não são só bouquets de flores, viagens de lua de mel, mensagens bonitas...
O amor também é frio por vezes....tambem grita, também corta!
O amor chega para te dizer que voce esteve errada todo esse tempo. Que nenhuma das suas teorias fazia sentido...
Ele chega para bagunçar com tudo em você.
Você enlouquece...passa a ter ciumes....passa a ter medo do futuro e mesmo assim a planea-lo. 
O amor faz voce perdoar coisas que dizia nunca perdoar. E cometer erros que citicava na humanidade. 
O amor chega e você renasce...
O amor vai e você definha!
O amor pode ser a melhor ou a pior coisa que aconteceu na sua vida e que irá marcá-la até ao fim dos seus dias. 
Mas quer saber? 
O amor é bom sim....ele é como uma pessoinha que você precisa aceitar que não vai ter só dias bons. Mas se os bons forem incriveis, entao saiba que você encontrou mais uma razão para viver!


segunda-feira, 16 de outubro de 2017

CATISFATIONS | A DELICIA PARA ELE E ELAS



Na semana passada recebi cá em casa uma caixinha repleta de biscoitinhos para os gatinhos. Mais uma vez , em parceria com a Youzz, tive a oportunidade de experimentar mais um produto incrível e não podia deixa de contar para vocês.



Bem, na verdade, desta vez quem teve o prazer de testar as maravilhas, foram a Dora, a Klein e o Mig! 
Para quem chegou agora de para-quedas ao blog e não faz ideia do que estou a falar, estes são as três pestinhas felinas aqui de casa!
Para quem me acompanha lá no instagram ja está familiarizado com a presença constante deles por lá e também puderam ver no stories, o prazer que eles tiveram ao provar os snacks da Catisfations.



E para ti que também tens gatinhos, cá vai um post super indicado. 
A verdade é que não somos só nós que devemos ter uma alimentação saudável e equilibrada. Os nossos animais de estimação devem seguir exatamente a mesma politica e para isso, devemos ter algum cuidado na hora de escolher a ração, patés ou snacks. 



Os snacks que recebi são de galinha e acredito que o sabor seja incrível pois eles devoravam tudo num instante!
Mal ouviram o saquinho a abrir, correram para provar e pelos vistos ficou aprovadíssimo. 


Catisfations oferece energia numa guloseima que eles adoram e apenas com 2calorias por peça! Não contém corantes nem aromas artificiais e é rico em vitaminas e minerais! Podia ser mais perfeito?!






segunda-feira, 2 de outubro de 2017

10 COISAS QUE EU APRENDI SOBRE MIM EM 2017

Eu sei...eu sei....ainda é muito cedo para fazer as análises do ano, mas a verdade é que no outro dia dei por mim a pensar o quanto o tempo passa rápido e o quanto este ano foi incrivelmente enriquecedor para mim!
Eu não sou uma daquelas pessoas que muda muito com o tempo...ou seja, a minha personalidade é quase a mesma de à 10 anos atrás. Claro, o tempo e a vida vai acrescentando aqui e acolá uma ou outra aprendizagem e característica, mas a essência esta lá!
Só que este ano foi de uma total descoberta de mim mesma...e daí este post sobre AS 10 COISAS QUE EU APRENDI SOBRE MIM EM 2017...

1 - EU SOU MAIS DA NATUREZA DO QUE DA CIDADE!
Esta foi provavelmente a minha maior descoberta, acreditem! Durante toda a minha vida cresci na cidade e durante 5 anos, tive de viver numa cidadezinha mais pequena e odiava. Tudo o que eu queria era regressar para o meio da multidão!
Este ano, descobri que onde eu me sinto bem é no meio do nada! Onde possa respirar ar fresco, onde o barulho seja o silêncio e onde tudo se torna verde!
Descobrir isto, fez-me mudar toda a minha perspectiva de vida e do que quero para o meu futuro!




2 - ESTÁ TUDO BEM EM NÃO ESTAR BEM!
Sempre fui o tipo de garota que está sempre bem...de verdade! Não e uma capa, não é farsa. Eu realmente, sou uma garota feliz! E não gosto de estar triste...não sei lidar comigo própria nos momentos em que me sinto menos bem. Fico nervosa comigo por não ficar logo bem. Mas este ano, aprendi a respeitar a minha tristeza de vez em quando também. Aprendi que ela também nos ensina coisas importante e essenciais ao ser humano e que tudo na vida tem o seu tempo e a sua hora!





3 - HÁ VIDA ALÉM DO TRABALHO!
Herdei da minha mãe a obsessão em querer ser a melhor e do meu pai o vicio pelo trabalho...então imaginem a combinação! 
Durante muitos anos, encontrei conforto no trabalho. Não me importava de trabalhar por horas a fio e chegar a casa tardíssimo!
Este ano percebi que o trabalho não é tudo. É importante? Claro...preciso dele para viver e para me sentir concretizada. Mas não é ele que preenche toda a minha vida e com certeza não é o mais importante. Inclusive hoje, ele ocupa uma importância muito mínima na minha vida! 




4 -  A MINHA SAÚDE IMPORTA!
Toda a minha vida fui uma bocado negligente com o meu corpo e a minha saúde! Não é que eu não pensasse que eu podia morrer...claro que pensava. Só não me importava muito com isso. 
Hoje, pelo contrário...tenho muito amor-próprio e por isso mesmo sei da importância que a minha saúde física e mental têm na minha vida! Por isso mesmo, essa também foi uma das razões do tópico anterior ter-se alterado na minha vida....porque não adianta gastar toda a minha saúde num trabalho que com certeza não vale tudo isso!




5 - DÁ PARA SER FIT E AMAR COMER
Uma das maiores mudanças este ano, foi claramente a minha alimentação. Vocês não fazem a mínima ideia de como eu comia. Eu odiava tudo o que era saudável e na minha cabeça fazer dieta era deixar de comer. Em 2017, descobri que é fácil ser saudável. É fácil e é delicioso de verdade!




6- AS COISAS PEQUENAS TÊM  TANTO VALOR
Um passeio com os meus cães...uma tarde a brincar com as minhas gatas...uma ida à praia só para observar o mar! O planeta e a nossa vida, está repleta de momentos incríveis que em geral, tendemos a não prestar atenção! A vida pode ser maravilhosa...




7 - EU SOU BONITA DO JEITO QUE EU SOU
Este ano passei a maquilhar-me menos...mas beeeeem menos. O cabelo ficou mais natural...fiz bem menos solário....deixei de usar unhas gigantes, mesmo gostando de colocá-las uma vez por outras...e percebi que me sinto bem assim! Nao fiquei mais preguiçosa nem mais desleixada, nada disso. Mas acho que por começar a dar mais valor à vida, à saúde, ao meu eu interior...me apercebi do quanto eu era fútil e do quanto eu gostava pouco de mim. Hoje eu sinto-me tão bem, estando mais leve!




8 - A OPINIAO DOS OUTROS REALMENTE IMPORTA ZERO
Bem..esta não foi uma descoberta de 2017! Na verdade, eu sempre achei isso e sempre vivi a minha vida em função do que eu quero e pretendo. Mas nao posso negar que alguns comentários me incomodavam e me faziam querer mudar mentalidades e entrar em conflito com seres humanos pouco inteligentes. Mas este ano, tornei-me tão zen que realmente não estou para perder meu tempo com pessoas que não interessam.




9 - PRECISO DE MUITO POUCO PARA SER FELIZ
Fui criada numa família que tem tudo...fui criada na ideia de que a felicidade e alcançar poder, dinheiro e bens materiais. 
Tentei viver um pouco longe desses ideais mas eles ainda estavam um pouquinho enraizados. 
Este ano libertei-me disso tudo e acho que o principal factor foi mesmo o facto de me descobrir uma viciada em natureza! 
Hoje todos os meus sonhos materiais, passam por ter uma casa de madeira daquelas tipo pré-fabricadas(adorooooooo), num terreno longe da cidade, uma hortinha com produtos biológicos, montes de árvores e montes de bichinhos!




10 - A VIDA PODE SER E DEVE SER...MAIS AMOR DO QUE ÓDIO
Cresci com rancor do mundo....rancor da vida...rancor da humanidade! Não posso dizer que adoro as pessoas....não adoro. Não acho que o ser humano seja a maior criação de todos os tempos. Mas não me afecta mais. Podemos ser melhores todos os dias...e pela primeira vez, tenho esperança na humanidade! Porque acho que se 3 ou 4 em 100 forem realmente HUMANOS...já valeu a pena viver!
Acordar todas as manhãs com amor no coração é muito mais incrível do que acordar cheia de ódio pelo mundo!


sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Tratamentos Naturais contra Ansiedade


Eu não fazia parte do gigantesco grupo da população que sofre de ansiedade. Porém, este ano também fui apanhada na curva e posso dizer-vos que finalmente percebi o que é sofrer de ansiedade realmente.
Claro que eu já conhecia os sintomas. Todos nós temos pessoas que nos rodeiam que sofrem deste mal, mas NADA se compara a sentir na pele!



Estou me conhecendo ainda como alguém ansioso. Estou pesquisando e procurando esquemas que me ajudem.
Por isso partilho convosco algumas dicas fundamentais.



- Exercício físico: qualquer exercício físico irá ajudar-te, mas correr sem dúvida que é o melhor.
 - Acupuntura: a técnica das agulhinhas ainda é muito duvidosa para alguns. Mas conheço o caso de alguém que se transformou totalmente com a acupuntura.



- Massagens de relaxamento.

- Meditação: eu era das pessoas mais relutantes contra a meditação. Experimentei e adorei!

- Yoga: é ótimo, mas não resulta para todas as pessoas.



- Apanhar 15 minutos de sol por dia.

- Aromaterapia e o uso de óleos essenciais.

- Evitar nicotina e cafeína.

- Dormir no mínimo 8 horas por dia.


- Tomar suplementação de vitamina B12, Omega3 e Omega6.

- Beber chás calmantes como camomila.

- Cuidado com os açucares e gorduras saturadas.

Experimenta estas dicas e verás resultados!


sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Não se acostume....






Já falei diversas vezes neste blog, no quão é essencial dar valor às coisas pequenas da vida e do quão isso mudou a minha vida. 
Para quem me acompanha a algum tempo, já sabe que eu sou o típico ser humano viciado em trabalho e desprendido de sentimentos...ou por outro lado, eu era!
Aprendo todos os dias a amar cada pedacinho da natureza e do mundo. Encontrei um Eu completamente diferente este ano. E num destes dias, li um texto que me deixou tão inspirada pela vida que tinha de o vir partilhar convosco!



"Eu sei que a gente se acostuma. Mas não devia. A gente se acostuma a morar em apartamentos de fundos e a não ter outra vista que não as janelas ao redor. E, porque não tem vista, logo se acostuma a não olhar para fora. E, porque não olha para fora, logo se acostuma a não abrir as cortinas. E, porque não abre as cortinas, logo se acostuma a acender mais cedo a luz. E, à medida que se acostuma, esquece o sol, esquece o ar, esquece a amplidão. A gente se acostuma a acordar de manhã sobressaltado porque está na hora. A tomar o café correndo porque está atrasado. A ler o jornal no ônibus porque não pode perder o tempo da viagem. A comer sanduíche porque não dá para almoçar. A sair do trabalho porque já é noite. A cochilar no ônibus porque está cansado. A deitar cedo e dormir pesado sem ter vivido o dia. A gente se acostuma a abrir o jornal e a ler sobre a guerra. E, aceitando a guerra, aceita os mortos e que haja números para os mortos. E, aceitando os números, aceita não acreditar nas negociações de paz. E, não acreditando nas negociações de paz, aceita ler todo dia da guerra, dos números, da sua longa duração. A gente se acostuma a esperar o dia inteiro e ouvir no telefone: hoje não posso ir. A sorrir para as pessoas sem receber um sorriso de volta. A ser ignorado quando precisava tanto ser visto. A gente se acostuma a pagar por tudo o que deseja e o de que necessita. E a lutar para ganhar o dinheiro com que pagar. E a ganhar menos do que precisa. E a fazer fila para pagar. E a pagar mais do que as coisas valem. E a saber que cada vez pagar mais. E a procurar mais trabalho, para ganhar mais dinheiro, para ter com que pagar nas filas em que se cobra. A gente se acostuma a andar na rua e ver cartazes. A abrir as revistas e ver anúncios. A ligar a televisão e assistir a comerciais. A ir ao cinema e engolir publicidade. A ser instigado, conduzido, desnorteado, lançado na infindável catarata dos produtos. A gente se acostuma à poluição. Às salas fechadas de ar condicionado e cheiro de cigarro. À luz artificial que fica tremendo. Ao choque que os olhos levam na luz natural. Às bactérias da água potável. À contaminação da água do mar. À lenta morte dos rios. Se acostuma a não ouvir passarinho, a não ter galo de madrugada, a não colher fruta no pé, a não ter sequer uma planta. A gente se acostuma a coisas demais, para não sofrer. Em doses pequenas, tentando não perceber, vai afastando uma dor aqui, um ressentimento ali, uma revolta acolá. Se o cinema está cheio, a gente senta na primeira fila e torce um pouco o pescoço. Se a praia está contaminada, a gente molha só os pés e sua no resto do corpo. Se o trabalho está duro, a gente se consola pensando no fim de semana. E se no fim de semana não há muito o que fazer a gente vai dormir cedo e ainda fica satisfeito porque tem sempre sono atrasado. A gente se acostuma para não se ralar na aspereza, para preservar a pele. Se acostuma para evitar feridas, sangramentos, para esquivar-se de faca e do tiro, para poupar o peito. A gente se acostuma para poupar a vida. Que aos poucos se gasta, e que, gasta de tanto acostumar, se perde de si mesma."

Um dos melhores textos que pude ler nos ultimos tempos. Espero que tenha inspirado cada uma de vocês! Por hoje é isto...e não se esqueçam! Por favor, não se acostumem!